3 de fev de 2011

As laranjas são minhas

Quieta, colo meu ouvido na terra e ouço o verão abrir caminho por dentro, e meu coração bate embaixo da terra - nada, eu não disse nada - e sinto a paciente brutalidade com que a terra fechada se abre por dentro, e sei com que peso de doçura o verão amadurecerá cem mil laranjas, e sei que as laranjas são minhas, porque eu quero.
Clarice Lispector em "Porque eu Quero". No livro "Para Não Esquecer". Rocco. p. 65

Nenhum comentário:

Postar um comentário