3 de set de 2012

Vítima de si mesma

"Sucumbi. Que podia fazer? Senão ser a vítima de mim mesma. Só peço a Deus que ninguém me encomende mais nada. Porque, ao que parece, sou capaz de revoltadamente obedecer, eu a inliberta."

Nenhum comentário:

Postar um comentário