2 de mar de 2011

Mergulho no desconhecido

"Mas se eu esperar compreender para aceitar as coisas - nunca o ato de entrega se fará. Tenho que dar o mergulho de uma só vez, mergulho que abrange a compreensão e sobretudo a incompreensão. E quem sou eu para ousar pensar? Devo é entregar-me. Como se faz? Sei porém que só andando é que se sabe andar."

3 comentários:

  1. Eu nunca li nenhum livro de Clarice Lispector mas acho lindo os trechos que coloca aqui. Passei a seguir o blog!
    Por qual livro me indica começar?
    Por enquanto dedico meu amor a Gabriel Garcia Marquéz, mas quero expandir meus horizontes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Acho que o que vem faltando em minha vida é esse tal ato de entregar-se as coisas sem compreendê-las, sem precisar compreendê-las.

    ResponderExcluir