5 de set de 2010

Como perfume

"Os pensamentos sobre as coisas existem nas próprias coisas sem se prenderem a quem as observa; os pensamentos sobre as coisas saem delas como o perfume se desprende da flor, mesmo que ninguém a cheire, mesmo que ninguém saiba sequer que essa flor existe... o pensamento da coisa existe assim tanto como a própria coisa, não em palavras de explicação, mas como outra ordem de fatos; fatos rápidos, sutis, visíveis exatamente por algum sentido, assim como só o olfato percebe o perfume da flor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário